As sete maravilhas do mundo antigo

Famosas pela magnitude e beleza, só resta uma das sete maravilhas do mundo antigo.

Antípatro de Sídon, poeta grego nascido na costa do atual Líbano, viveu no século II a.C. e deve ter sido um homem de imaginação extraordinária. Ele relacionou as sete maravilhas do mundo antigo, mas já na sua época algumas das maravilhas, atingidas por calamidades naturais ou guerras, já estavam destruídas.

As sete maravilhas relacionadas pelo poeta estão no mundo conhecido pelos gregos de então: Mesopotâmia, norte da África. Turquia e a própria Grécia. São elas:

Gosta de Curiosidades? Entretenimento? Vídeos legais? Clique para curtir o Blogadão

Colosso de Rodes (280 a.C. – 225 a.C.). Gigantesca estátua de Hélios, representação do Sol na mitologia grega. Feita em bronze, tinha 70 metros de altura e foi instalada na entrada do porto de Rodes, com os pés apoiados dos dois lados da baía. Tinha um farol na mão direita, que guiava os navegantes. Ficou em pé apenas 55 anos, quando um terremoto a destruiu.

Estátua de Zeus em Olímpia (séc. V a.C. – 462). Construída em ouro e marfim e coberta de pedras preciosas, media 15 metros de altura. Na mão direita, Zeus segurava uma escultura de Nice, deusa da vitória, e, na esquerda, uma esfera na qual pousava uma águia. A estátua foi transferida para Constantinopla no século IV, onde foi atingida por um terremoto cerca de 150 anos depois.

Farol de Alexandria (280 a.C. – 1375). O rei egípcio Ptolomeu I mandou construir esta torre na ilha de Faros, perto do Porto de Alexandria. Através de um jogo de espelhos, a luz era refletida a 50 quilômetros de distância. Um terremoto lançou este farol no Mediterrâneo. Mergulhadores encontraram suas ruínas em 1994.

Jardins Suspensos da Babilônia (600 a.C). São as maravilhas mais lendárias da lista. Os jardins teriam sido construídos à margem do rio Eufrates, na Mesopotâmia, mas até hoje não foram encontrados indícios. A lenda diz que Nabucodonosor II teria ordenado a construção, para alegrar uma de suas mulheres, vinda de região montanhosa e saudosa da terra natal. Não se sabe quando os jardins foram destruídos.

O Mausoléu de Halicarnasso (353 a.C. – 1240). Um túmulo suntuoso, construído a mando da rainha Artemísia II sobre os restos de seu marido, o rei Mausolo, na atual cidade de Bodrum, na Turquia. Restos deste túmulo podem ser vistos no Museu Britânico, em Londres. Foi saqueado por piratas e finalmente destruído por um terremoto.

Pirâmide de Quéops. A única maravilha ainda em pé. Construída em 2600 a.C. para servir de sepultura ao faraó que lhe dá o nome, é a maior das três grandes pirâmides de Gizé.

Templo de Ártemis em Éfeso (550 a.C. – 356 a.C.). Construído em homenagem à deusa grega da caça, foi o maior templo do mundo helênico. Heróstrato destruiu-o, acreditando que o feito imortalizaria seu nome. O incendiário foi executado e seu nome foi proibido.

Siga-nos no Facebook
Receba atualizações do Blogadão no seu email,
ganhe brindes e participe de promoções!
É gratuito!

Comente no Facebook

Comente

Receba atualizações no seu email.
Participe de Promoções.