As regras do jogo de taco

Ele descende do cricket, um esporte criado na Inglaterra. Conheça as regras do jogo de taco.

O nome do esporte varia de acordo com a região do país. O jogo de taco também é chamado de bete-ombro, bete, tacobol e bets. As regras do jogo também variam, mas algumas condições são mantidas. O objetivo é que as duplas rebatam a bolsa, façam corridas até o campo do adversário e cruzem os tacos (também chamados de remos ou betes) sempre que se encontrarem.

Uma das lendas sobre o jogo de taco conta uma história interessante. Ele teria sido criado no século XVIII, por marinheiros britânicos da Companhia das Índias Orientais. Para passar os longos períodos em pleno mar, os marujos fizeram algumas adaptações a jogos de gramado, levando-o para os porões das embarcações. Mas há quem dica que pescadores e jangadeiros do Nordeste brasileiro já jogavam bete na mesma época.

Gosta de Curiosidades? Entretenimento? Vídeos legais? Clique para curtir o Blogadão

Não há limites para o número de corridas, mas os jogadores precisam ficar atentos para não estar fora de seu campo quando os rivais retornarem com a bola rebatida.

O jogo de taco pode ser praticado com bolinhas de tênis, de borracha e mesmo de tecido. Uma dupla fica com os tacos e a outra, com a bola. Os parceiros de dupla devem estar posicionados em lados diferentes do campo de jogo.

O jogo fez sucesso nos anos 1980. Era possível ver muitos meninos – e também algumas meninas – praticando taco em diversos parques e praças. Com a popularização dos computadores e especialmente da internet, no entanto, crianças e jovens passaram a dar preferência aos jogos eletrônicos e a outras atividades eletrônicas. O aumento da violência urbana também contribuiu para a redução da prática de esportes ao ar livre.

Para jogar, só é preciso um terreno plano, dois bastões, giz para as marcações do campo e duas latas de refrigerante ou garrafas pet (as “casinhas”, que ficam equilibradas em um tripé feito com ramos de árvores) e duas duplas.

Casas de produtos esportivos e lojas de brinquedos comercializam kits para o jogo de taco, mas ele pode ser praticado improvisando-se o material com produtos disponíveis em casa, como cabos de vassoura, pedaços de madeira ou raquetes de tênis, pingue-pongue, etc. As regras e a contagem dos pontos também podem ser alteradas pelos competidores.

O campo do jogo de taco

O comprimento médio do campo é de 20 a 30 metros, mas o jogo de taco pode ser adaptado para a prática em espaços menores. O campo é dividido ao centro por um círculo de 15 centímetros (onde fica o defensor) e é marcado um quadrado nas extremidades, para a instalação das “casinhas”. Também são marcadas as linhas que determinam o “fora”.

Nenhum jogador pode sair do campo sem pedir tempo (ou time, em inglês), para ir ao banheiro ou tomar água, por exemplo, quando o jogo de taco é automaticamente paralisado. A ausência de um jogador sem autorização não impede que a dupla adversária continue tentando derrubar a “casinha” e marcar pontos. Em geral, os tempos (também chamados de licenças) são encerrados depois de uma contagem de um a cem.

A disputa de taco

São marcadas outras duas linhas paralelas, com uma distância de três metros. Os jogadores, que precisam ficar atrás destas marcas, atiram seus tacos. A dupla que mais aproximar seus tacos das linhas é a vencedora da rodada. O número de vezes é combinado antes do início da partida.

Se a bola roçar no taco e cair atrás do círculo do rebatedor, é contado um “para trás”. Quando isto ocorre três vezes sem que a dupla consiga marcar pontos, os rebatedores perdem seus tacos e passam a disputar com a bola.

Existe também o “molhado ou seco”. Cada rebatedor molha um dos lados de seu taco. A dupla adversária escolhe entre molhado ou seco e o taco é arremessado para o campo adversário. Se os rivais acertarem, eles ganham o direito de começar rebatendo.

A dupla com bola

O objetivo é conquistar tacos e marcar pontos, obtidos quando um jogador consegue derrubar a “casinha” adversária, quando a dupla com os tacos tentar acertar a bola e ela rebater três vezes, quando pegar a bola antes de ela quicar no chão e quando tocar o corpo do oponente que esteja na posição defensiva (com a posse do taco), fora do círculo central. Todas as vezes em que isto acontece, a posse da bola fica com a equipe adversária.

Em alguns locais do país, como o Distrito Federal, Paraná, Rio Grande do Sul e Ceará, quando uma dupla consegue pegar a bola no ar, conquista a vitória automaticamente. Em São Paulo e em Minas Gerais, porém, esta situação garante apenas um ponto e a retomada do taco.

Dupla com taco

O jogador com o taco (que começa tentando as rebatidas) precisa se posicionar ao lado de sua “casinha”, com a ponta do bastão apontada para o quadrado. Os jogadores que vão lançar as bolas devem ficar logo atrás do círculo central.

O objetivo é rebater a bola arremessada na maior distância possível fora do campo de jogo. Quando isto acontece, a dupla deve percorrer o campo e cruzar os tacos no círculo central. Os cruzamentos só podem ser feitos enquanto os rivais estão tentando recuperar a bola rebatida. Quando a bola não sai do campo, o jogador pode ir até o local em que ela caiu e arremessá-la deste mesmo local, para atingir a casinha ou o corpo de um rival.

Com a recuperação da bola, o jogador precisa retornar com rapidez para tentar defender a sua “casinha” ou o corpo de seu parceiro. Isto só pode ser feito quando um dos adversários estiver com o taco fora do círculo central. A definição sobre quem fica com a bola e com o taco pode ser estabelecida em um “cara ou coroa” ou um “par ou ímpar”.

Siga-nos no Facebook
Receba atualizações do Blogadão no seu email,
ganhe brindes e participe de promoções!
É gratuito!

Comente no Facebook

Comente

Receba atualizações no seu email.
Participe de Promoções.