As orcas são baleias assassinas?

As orcas, lindos animais bicolores, não são baleias, muito menos assassinas.

As orcas não são baleias: elas pertencem à família dos delfinídeos, assim como os golfinhos. Todos estes animais fazem parte da ordem dos cetáceos, assim como as diversas espécies de botos. Quanto a serem assassinas, o dicionário explica que “assassino é aquele que mata o semelhante”, fato que não se observa entre as orcas.

Gosta de Curiosidades? Entretenimento? Vídeos legais? Clique para curtir o Blogadão

Estes animais, que são mamíferos, alimentam-se de peixes, pinguins, leões e lobos-marinhos e algumas espécies de baleias. Eventualmente, provocam naufrágios, ao querer brincar com um barco. Os golfinhos exibem o mesmo comportamento. Eles simplesmente querem conhecer mais sobre aquele bicho que fica flutuando na superfície.

As orcas podem atingir dez metros de comprimento e nove toneladas de peso, são pretas no dorso e brancas na barriga, com manchas brancas acima dos olhos e nos flancos. Trata-se de uma camuflagem: elas ficam praticamente invisíveis quando estão imersas e suas manchas se parecem com o reflexo do Sol nas águas. Diferencia-se o sexo pela barbatana dorsal: nos machos, pode atingir 1,80m e está sempre ereta, enquanto nas fêmeas fica dobrada para um lado e não passa de 90cm.

Vivem em todos os mares do planeta, mas preferem os oceanos glaciais Ártico e Antártico. Os animais, por habitarem regiões frias desenvolveram camadas de gordura que chegam a 10cm de espessura. Sem esta camada, elas não sobreviveriam na água gelada. Quando não encontram caça, produzem energia com a queima desta gordura.

Alguns parques aquáticos, especialmente nos EUA, exibem as piruetas destes animais, mas a atitude mais adequada é tomar um navio e conhecer uma das muitas rotas de cetáceos que existem nos oceanos e deixar os animais em liberdade. Já ocorreram acidentes fatais envolvendo orcas e seus tratadores nestes centros de lazer.

As orcas são animais gregários: passeiam, caçam, brincam e descansam em grupos, geralmente liderados pelo macho mais velho. As famílias são formadas por várias fêmeas, filhotes (que mamam durante todo o primeiro ano de vida) e parentes agregados. Ao se tornarem adultas, as orcas permanecem no grupo de origem, por vezes atraindo um parceiro de outro bando. Filhotes órfãos também são integrados.

As orcas desenvolvem cantos específicos: estalidos, assobios e guinchos prolongados; biólogos já conseguiram identificar diversas ordens, comandos e advertências emitidos pelas orcas. O som viaja pela água até encontrar um anteparo, que pode ser outra orca, uma presa ou obstáculo.

A fama de “baleia assassina” decorre do fato de as orcas não matarem suas presas imediatamente. Elas costumam exibir a caça, mas isto não significa sadismo por parte do animal: faz parte do treinamento dos filhotes, que precisam aprender a conseguir alimento. Uma série de filmes rodados nos EUA também contribuiu para a má fama das orcas.

Siga-nos no Facebook
Receba atualizações do Blogadão no seu email,
ganhe brindes e participe de promoções!
É gratuito!

Comente no Facebook

Comente

Receba atualizações no seu email.
Participe de Promoções.