Apendicite, seus sintomas e tratamento

Saber identificar a apendicite para que se possa dar o tratamento eficaz rapidamente é um ponto importante para combater essa doença que pode até causar a morte.

A apendicite é caracterizada pela inflamação do apêndice e uma vez identificada, é considerada uma doença que necessita uma intervenção médica rápida, pois a demora de tratamento pode causar rupturas no apêndice, gerando uma série de outros problemas que podem levar o indivíduo à morte. Conheça mais sobre a doença, os sintomas e tratamento.

Gosta de Curiosidades? Entretenimento? Vídeos legais? Clique para curtir o Blogadão

Como em qualquer doença, nenhum dos sintomas pode ser estudado e apontado como fator decisivo para a identificação prévia e sem ajuda de um especialista. Porém, os principais sinais de que a pessoa está desenvolvendo uma apendicite são: fadiga, fraqueza braços e nas pernas, formigamento, tremor, disfunção na bexiga ou perda de visão temporária ou total. Além disto, existem casos em que a pessoa com apendicite só sente dor quando se move. Essa dor pode aumentar no ato de respirar profundamente ou tossir.

A principal causa da apendicite é uma ruptura no apêndice, sendo que isso pode ocorrer por propensão genética ou por alguma lesão traumática no abdômen.

Após detectada a apendicite, o paciente pode ser tratado com antibióticos, quando o caso ainda não é muito grave ou ainda existe-se alguma dúvida. Mas, de uma forma geral, a apendicite só pode ser tratada através de intervenção cirúrgica, seguida de medicação para controle da dor e recomendações para que o paciente não pratique exercícios físicos por um determinado tempo. Porém, após esse período de repouso, o paciente pode voltar à sua vida normal, sem necessidade de dieta ou exercício físico específicos.

Apesar de não ser o tipo de doença que costuma deixar as pessoas alarmadas, a apendicite atinge cerca de 2,5 milhões de pessoas em todo o mundo e somente Brasil existem cerca de 30 mil pessoas portadoras desta enfermidade.

Crianças e idosos, quando identificados com apendicite, costumam ser considerados os casos mais preocupantes. Geralmente nestes casos a ruptura do apêndice gera a peritonite e abscesso, que são infecções que fazem com que bactérias e outros conteúdos do apêndice vazem diretamente no abdômem.

Qualquer que seja o estágio da dor ou a quantidade de sintomas apresentados que possam identificar uma apendicite, o recomendado é que se procure urgentemente um médico. Quanto mais rápido for o diagnóstico, mais rápida é a possibilidade de tratamento e combate da doença, seja através de intervenção cirúrgica emergencial ou o uso de antibióticos seguido de operação para sanar a condição do apêndice do paciente.

Siga-nos no Facebook
Receba atualizações do Blogadão no seu email,
ganhe brindes e participe de promoções!
É gratuito!

Comente no Facebook

Comente

Receba atualizações no seu email.
Participe de Promoções.