billig forbrukslån | forbrukslån | forbrukslån

Alimentos afrodisíacos: Quais são? Realmente funcionam?

Não há comprovação científica, mas os alimentos afrodisíacos funcionam como estimulantes psicológicos.

Alguns pela forma, outros pelo cheiro, outros por alegadas propriedades químicas, os alimentos afrodisíacos fazem parte do imaginário popular. Mas se alguém realmente acredita nos poderes do ovo de codorna ou da catuaba, para citar alguns exemplos bem brasileiros, eles podem realmente funcionar, ou ao menos ser uma brincadeira que predispõe ao sexo.

Gosta de Curiosidades? Entretenimento? Vídeos legais? Clique para curtir o Blogadão

Os alimentos afrodisíacos aparecem em diversas culturas. Desde a Babilônia, o mel é usado para aumentar a fertilidade, além do desejo sexual. Casais em lua de mel tomavam uma bebida feita com destilados e mel, para aumentar a potência (e, em alguns povos, para garantir filhos homens). O abacate era considerado estimulante pelos astecas, que chamavam o abacateiro de “árvore de testículos”, já que a fruta pende aos pares nos galhos e lembra uma bolsa escrotal. Na Indochina, entre a cultura khmer era total a crença nos poderes da banana, sobretudo pela sua forma fálica. Mas a banana é rica em potássio e vitamina B, fundamentais para a produção dos hormônios sexuais.

Nos milenares mosteiros tibetanos, não era permitida a entrada de quem tivesse comido alho, porque se acreditava que a erva provocava paixões. Pode até ser, mas com certeza não provoca beijos.

O chocolate é famoso por suas propriedades. O cacau é rico em feniletilamina e serotonina, substâncias relacionadas ao prazer. Pelo sim, pelo não, uma massagem com creme de chocolate (que pode ser degustada no corpo do(a) parceiro(a) certamente é muito estimulante.

Alguns alimentos aceleram o ritmo cardíaco e provocam uma sensação semelhante à do desejo sexual. Entre eles, a pimenta, o gengibre. O pepino e a cenoura, que também são fálicos, estimulariam a circulação especificamente na região genital feminina.

As ostras são bem conhecidas como afrodisíacos. Há um estudo romano do século II que afirma que os moluscos aumentam a potência sexual masculino. A principal razão seria porque as conchas lembram uma vagina. Hoje, sabe-se que vários mexilhões e ostras contêm ácido D e zinco, que estão relacionados à produção de estrogênio e testosterona, mas ainda não se sabe se a quantidade presente nestes alimentos é suficiente para fazer alguma diferença.

No interior do Brasil, o mamão é usado para estimular a menstruação e a produção do leite materno, facilitar o parto e aumentar o desejo feminino. A fruta é rica em componentes estrogênicos.

Morangos e figos são exemplos de frutas afrodisíacas – um figo aberto lembra a forma da vagina. Mais uma vez, não existe nada que comprove a alegação, mas uma salada de frutas na cama, com uma boa companhia, é certamente muito estimulante.

Siga-nos no Facebook
Receba atualizações do Blogadão no seu email,
ganhe brindes e participe de promoções!
É gratuito!

Comente no Facebook

Comente

Receba atualizações no seu email.
Participe de Promoções.