forbrukslån ferie | forbrukslån rask utbetaling | betale depositum med lån

A depilação masculina

Por motivos estéticos ou de higiene vem conquistando um novo segmento: o público masculino.

Até os anos 1960, os cuidados dos homens com a aparência resumia-se ao sabonete, creme dental e desodorante. Enquanto as mulheres consumiam horas para arrumar o cabelo, tratar a pele, depilar-se e maquiar-se, a população masculina saía do banho já pronta para se vestir e sair. Um pente para alinhar os cabelos era o suficiente. Mas os tempos mudaram e hoje muitas pessoas sentem necessidade de dar mais atenção ao próprio corpo. O mercado já sentiu isto e as antigas barbearias deram lugar a salões para tratamento dos cabelos e da pele. E estes tratamentos incluem a depilação masculina.

Gosta de Curiosidades? Entretenimento? Vídeos legais? Clique para curtir o Blogadão

A prática não é nova: já na Grécia antiga os atletas raspavam os pelos do corpo, para impedir que os adversários os agarrassem, provocando dor e imobilidade. Mas a depilação ocorria apenas nos períodos de jogos. A partir dos anos 1990, porém, a depilação masculina começou a se tornar mais popular. Estima-se que 20% dos homens brasileiros depilem peito, abdômen, costas, púbis, virilha e axilas, além de aparar sobrancelhas e os antiestéticos pelos do nariz e orelhas, enquanto 57% fogem do estilo “Tony Ramos”, retirando ao menos parte dos fios.

Uma pesquisa realizada pelo jornal “Archives of Sexual Behavior” no final de 2012 revelou que 80% das mulheres americanas aprovam a depilação masculina, mas há uma ressalva: na região pubiana, elas preferem que os pelos sejam apenas aparados.

Como se vê, a aparência “homem das cavernas” está em baixa. Este fato vem atraindo muitos homens para a depilação. O que era considerado como prática restrita aos homossexuais e, mais recentemente, aos metrossexuais, começa a ganhar mais adeptos. O jogador Neymar, atacante do Santos Futebol Clube, é um exemplo: ele revelou numa entrevista que depila as pernas e o peito regularmente.

O excesso de pelos aumenta a temperatura da região corporal e provoca desconforto. Além disto, acumula suor e pode gerar mau cheiro. Para quem não quer partir para uma “atitude radical”, adquirir um cortador de pelos e apará-los (com a famosa máquina nº 1) é uma excelente opção para reduzir estes problemas.

Muitos homens se decidem pela depilação a pedido de suas mulheres e namoradas, mas, ao perceber os benefícios obtidos, transformam este cuidado numa opção pessoal, que se torna um hábito. Nos grandes centros urbanos, os salões de beleza abriram espaços exclusivos para os tratamentos masculinos, o quem vem aumentando a demanda.

Que aparentemente se sentem desconfortáveis numa sala de espera mista: a prática está na moda, mas o preconceito ainda é forte. Os mais tímidos podem contar com o atendimento em domicílio.

Como se depilar

O método utilizado para se livrar dos pelos depende da área, do tipo de pele e do gosto pessoal. Para orelhas e nariz, que começam a crescer mais rapidamente a partir dos 50 anos, o ideal é o uso de cera quente, porque os pelos masculinos são mais grossos. Pode-se fazer em casa: basta adquirir a cera, aquecê-la de acordo com as instruções do fabricante, aplicá-la com uma espátula e aguardar o tempo estipulado.

Na hora da depilação de peito, abdômen, axilas e costas, a preferência masculina recai sobre as lâminas de barbear. A opção é barata e indolor, mas é contraindicada para peles sensíveis e também para quem tem alergia a metais. Nas duas semanas anteriores à depilação, produtos esfoliantes devem ser evitados.

Um creme depilatório também produz bons efeitos, mas em geral os produtos têm cheiro forte e podem causar irritação na pele. Estes cremes dissolvem os fios, que são retirados com uma esponja, durante o banho.

A cera, fria ou quente – dependendo da quantidade e espessura dos fios – apresenta a vantagem de fazer com que os pelos demorem mais para crescer, mas é um método mais doloroso. É aplicada diretamente sobre a pele e coberta com filmes ou lenços específicos para depilação (na hora de colocá-los, é preciso evitar que se formem rugas ou bolhas, que prejudicarão o resultado). Após o tempo estipulado, basta retirar os aplicadores, no sentido contrário ao do crescimento dos pelos.

Para quem tem certeza de que quer um visual clean, a depilação a laser é a melhor escolha. O tratamento deve ser feito em clínicas dermatológicas ou salões com profissionais qualificados. Para fazer a depilação a laser, é preciso não estar bronzeado, pois a luz destrói todos os pigmentos. Após o tratamento, a pele fica avermelhada e deve ser tratada com cremes ou géis específicos.

Siga-nos no Facebook
Receba atualizações do Blogadão no seu email,
ganhe brindes e participe de promoções!
É gratuito!

Comente no Facebook

Comente

Receba atualizações no seu email.
Participe de Promoções.