A construção da bomba atômica

O Projeto Manhattan foi um esforço de vários cientistas na busca pela construção da bomba atômica. Os EUA tiveram a habilidade de cooptar as mentes mais brilhantes da Europa, a maioria deles sendo de origem judaica ou perseguidos apenas por idéias mais liberais imigraram e aceitaram trabalhar para o governo norte americano, fugindo do nacional socialismo.. A bomba atômica era mais do que uma conquista tecnológica, constituindo antes de tudo uma arma de controle através da força, e uma aparente ameaça aos nazistas, que nessa altura já estariam pesquisando formas de realizar a bomba. O projeto era comandado pelo general Leslie R. Groves, e sua pesquisa dirigida pelo físico J. Robert Oppenheimer. Nomes de peso como os físicos teóricos Albert Einstein e Enrico Fermi foram protagonistas do desenvolvimento das pesquisas; Eistein chegou a escrever um manifesto contra a construção da bomba, após refletir no perigo que ela representava.

Gosta de Curiosidades? Entretenimento? Vídeos legais? Clique para curtir o Blogadão

A pesquisa e a produção foram feitas em 13 cidades diferentes, porém a concentração estratégica do Projeto Manhattan se deu efetivamente em 3 cidades, consideradas secretas e de caráter científico: Hanford, em Washington, Los Alamos, no Novo México e Oak Ridge, no Tenesse. O projeto se desenrolou com o objetivo da construção e detonação de 3 bombas em 1945, que foram designadas com os nomes de Trinity, Little Boy e Fat Man. Trinity foi a primeira bomba atômica do mundo e foi detonada em um teste perto de Alamogordo, no Novo México. As outras duas a história é conhecida. Little Boy foi detonada em Hiroshima em 6 de agosto e Fat Man na cidade de Nagasaki, três dias depois, em 9 de agosto, causando a morte de mais de cem mim pessoas e ocasionando a rendição das forças japonesas.

É conhecida a história que diz que as bombas foram um artifício criado com o intuito de acabar com o conflito mundial; mas essa história é falsa e foi notório o desejo de poder dos EUA após a guerra, utilizando a bomba atômica como arma intimidatória.

Veja o vídeo abaixo,  parte de um documentário sobre o projeto Manhattan:

Siga-nos no Facebook
Receba atualizações do Blogadão no seu email,
ganhe brindes e participe de promoções!
É gratuito!

Comente no Facebook

5 Comentários

  • Os Japoneses ainda tem em sua mémoria o orror e a dor do sofrimento causado pela a bomba atômica, queremos a bomba apenas na lembrança, nos jornais e nos arquivos de noticias e nada mais.

  • O mais interessante dessa história é que tudo surgiu através de uma análise quântica de Einstein! Ele se baseou nos princípios de Plank e quando chegou à famosíssima fórmula E=mc² ele percebeu o que acabara de fazer. E o pior é que como todo trabalho cientifico é divulgado Einstein e normalmente feito em equipe, logo a bomba atômica se tornou uma arma de destruição em massa, a maior… Existem alguns livros que falam que na época o próprio Einstein queria se suicidar em função disso.

Comente

Receba atualizações no seu email.
Participe de Promoções.